Carta da CEO, Leiza Oliveira, para o final do ano

Carta da CEO, Leiza Oliveira, para o final do ano

Para Paulo Freire, não há educação sem amor.

2020 foi o ano mais desafiador para mim como CEO da Minds Idiomas. Não houve um dia nestes 365, que eu não pensasse no futuro. Porque muito além de uma rede de franquias, a Minds é feita de pessoas. E cada um de vocês fazem parte deste organismo vivo, que pulsa e nos enche de orgulho.

Há 13 anos, eu vendi meu carro e larguei a profissão estável que eu tinha para iniciar o meu sonho: democratizar o ensino de inglês através da minha própria rede de escolas.Eu não imaginava que além de ser a CEO, eu também seria o elo que liga as nossas mais de 90 unidades espalhadas pelo país. 

Eu plantei uma semente, e cada gota de suor de vocês adubou esta terra, fazendo com que virássemos uma árvore estrondosa.  O que ninguém imaginava, era que um vírus, assim como um vendaval, testou as nossas raízes, trazendo para nossas estruturas medo e incertezas.

O pessoal da administração, se desdobraram em um milhão para garantir que nossas raízes continuassem fortes e presas ao solo. Tiramos daqui e colocamos ali, para que conseguíssemos manter nosso padrão de excelência e nossos selos, há mais de 10 anos como a rede mais consolidada de inglês.

O pessoal do marketing cuidou da nossa imagem. Para que mesmo, na tempestade, conseguíssemos ser a árvore bonita e majestosa.  Para quando a tempestade acabasse pudéssemos ser a árvore que atrai todos os pássaros, que são nossos alunos. 

Os ramos, foram os professores! Que seguraram firmemente toda a mudança, balançando para cá e para lá, e sempre presos às nossas estruturas. Vocês tiveram que se reinventar, para mesmo com tanta interferência ainda ser o ninho do conhecimento dos alunos. Foram ideias compartilhadas, vídeos, home office, inovações. Vocês utilizaram de todas as artimanhas possíveis para que a Minds continuasse sendo uma escola de reconhecimento. 

E, aos nossos alunos. Que mesmo na tempestade não abandonam seus ninhos em nossos galhos, nutrindo os seus sonhos de conquistarem a fluência em um novo idioma. Vocês foram resilientes e junto com todos enfrentaram as mudanças trazidas pelo novo normal, sem deixar de aprender com afinco. Para voarem atrás de novas conquistas.

A tempestade ainda não passou! Mas este ano está no fim! 

Volto então a Paulo Freire, que diz “A educação muda pessoas, pessoas mudam o mundo”. E é isso que fazemos de melhor: ensinamos inglês , transformamos a vida de todos para que o mundo seja um lugar melhor a todos! Desde o pessoal da recepção, ao pessoal da limpeza, desde os diretores aos bolsistas. Todos fazem parte dessa árvore que se chama Minds Idiomas. 

Que venha um ano muito frutífero e de muita abundância a todos nós!

Estes são meus desejos a todos vocês!

Leiza Oliveira

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *