Veja 5 dicas de como se desenvolver em TI e faturar até 20 mil reais por mês

Veja 5 dicas de como se desenvolver em TI e faturar até 20 mil reais por mês

Mulheres na tecnologia ainda são escassas

Photo by Helena Lopes on Unsplash

A maioria da população brasileira é composta por mulheres, segundo dados do IBGE. Além disso, as mulheres vivem mais tempo, têm mais educação formal e ocupam 44% das vagas de emprego registradas no país. E mesmo com todos esses dados, o número de mulheres desempregadas é 29% maior que o de homens. O mercado de tecnologia no Brasil e no mundo é um dos mais ricos em quantidade de oferta de vagas, mas, de acordo com a Women in Tech, 74% das meninas que demonstram interesse pelas áreas de STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática), apenas 0,4% delas escolhem estudar ciências da computação. 

“A importância de se diversificar as operações de Tecnologia já vem sendo amplamente abordada em todo o mundo. Afinal, diversificar esse mercado traz impactos para a qualidade das soluções geradas – por exemplo, a redução de viés de gênero – assim como resultados econômicos: 144 países em desenvolvimento podem aumentar o PIB em US$ 8 trilhões, se for garantida a participação de 600 milhões de mulheres e meninas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação, segundo a ONU Mulheres”, enfatiza Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, rede que reserva 65% dos cargos diretivos a mulheres. 

Fugindo das estatísticas, a empresa de tecnologia em que Bruna Xavier Andrade e Silva, 33 anos, trabalha como desenvolvedora de softwares existem vagas em aberto para mulheres e todas elas exigem o inglês, a empresa possui um teste de proficiência. Para cargos mais altos exigem mais fluência no idioma. “Fui sortuda por estar em São Paulo, e aqui as pessoas tem um pouco mais de abertura na diversidade. Por causa da situação atual do Brasil, a nossa área recebe muitas demandas internacionais, por isso a importância do inglês.” explica a estudante da Minds Idiomas, unidade Berrini, SP.

Pensando nisso, Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, elaborou 5 aspectos para as mães que querem investir na profissão de TI.

1. Cursos Tecnológicos -> Geralmente faculdade ligada a tecnologia tem duração média de 2 anos. Há vários programas que incentivam o ingresso de mulheres no ambiente digital, como Institutos Federais, Faculdades técnicas e públicas. 

2. Aprenda inglês -> Um grande diferencial nesta área é o inglês. Ter domínio na língua facilita o manuseio de programas em inglês e pode dar uma vantagem no mercado de trabalho.

3. Persistência -> Mães têm a características de persistirem para dar uma condição de vida melhor aos seus filhos, e por isso, a persistência nesta área que é dominada por homens é fundamental. 

4. Faça coisas divertidas -> Trabalhe sempre com o que você ama e que faça sentido para você, e entenda: Você pode ser e fazer o que quiser! Nunca deixe ninguém diminuir seu trabalho (não só no TI como na vida)

5. Incentive outras mulheres -> Incentive outras mulheres, mães, meninas a gostarem de áreas que são dominadas por homens! Assim, você cria uma corrente para no futuro a área não ser tão desigual quanto é hoje!

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *