Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Curso de inglês tem alta de 15% na pandemia , veja o porquê!

Tempo de leitura: 2 minutos

67% dos jovens optam por viajar e um dos reflexos disso é a busca pelo inglês EAD na pandemia. Além disso, 61% das pessoas com fluência ganham mais.

Para muitos especialistas em carreiras, o isolamento social trouxe uma mudança radical no mercado de trabalho, além de ter ampliado a vontade de muitos a conhecer novos lugares e ter novas experiências. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), só em maio, 19 milhões de pessoas foram afastadas dos seus postos de trabalhos e 8,7 milhões de pessoas estão em home office.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Booking.com 67% dos jovens, entre 16 e 24 anos, acreditam que as viagens são o melhor investimento. Os mais de 21 mil entrevistados, de 29 países, incluindo o Brasil, também apontam que estão interessados em trabalhos que os permitam vivenciar outras culturas (71%). Estes dados demonstram o perfil e as prioridades daqueles que estão partindo para o momento de decisão profissional.

Para Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, o mercado ficou competitivo e as novas vagas pós pandemia vão exigir mais das pessoas. “Nós tivemos um aumento de 15% na procura pelos nossos cursos, durante este período de pandemia, além disso vimos uma crescente na busca pelo curso por jovens na faixa etária da pesquisa da booking”, frisa Leiza Oliveira, CEO da rede.

Pensando nisso, Leiza Oliveira, especialista em educação e CEO da Minds Idiomas, lista 4 dicas do porquê estudar inglês na pandemia:

  • Aproveite o seu tempo em casa

Muitos estão com o tempo livre e/ou diminuíram suas cargas de trabalho, uma boa hora para aproveitar e se dedicar ao aprendizado do idioma. O online ganhou força e está mais preparado para o suporte com os alunos. As empresas de educacão investiram em educação.

  • Melhore o seu currículo

Atualize o seu currículo e melhore as chances para angariar um novo trabalho, crie networking internacionais e se mostre no mercado. E para isso, aprender o inglês se tornou primordial. Recentemente a Catho fez uma análise com 13 mil candidatos e constatou que os salários mais altos eram de pessoas que dominavam o inglês e tinham vivência no exterior. Além disso, em 10 anos todas as vagas de empregos vão exigir o inglês, ressalta um levantamento da Infomoney.

  • Ganhe mais

Ainda segundo a Catho, profissionais com fluência no inglês ganham até 61% a mais que os demais profissionais. Há muitas vagas que não são preenchidas justamente pela falta de qualificação e dentre elas se destaca o inglês, que só é falado por cerca de 5% da população brasileira, segundo a revista Exame.

  • Amplie os horizontes

Hoje mais que nunca, a vivência internacional é um destaque. Pois, morar fora permite que a pessoa tenha experiência em se adaptar a situações diversas, como uma nova cultura, uma nova língua e uma nova rede de contatos. Além de agregar muito para a diversidade da empresa que você escolher atuar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio